Atendimento:
(48) 3028-5312
(48) 3879-4479

contato@melissabristot.com.br

Endereço:
Ed. Belo Empresarial – Av. Osmar Cunha, Nº 126
Rua Nereu Ramos, Nº 96 – (sala 213)
Centro Florianópolis/SCObs: (Edifício com entrada nas 2 ruas)

Horários:
2ª feira – 5ª feira:
8h30 – 12h00 | 13h00 – 18h00
6ª feira:
9h00 – 12:00 | fechado na parte da tarde

Dra Melissa Bristot - Dermatologista | Laser para Olheiras
60
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-60,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Laser para Olheiras

About This Project

Comuns, as olheiras se caracterizam pelo escurecimento da região em torno dos olhos. Formam-se até em crianças. Muitos convivem com elas sem problemas, mas outros, em especial quando têm também bolsas de gordura, flacidez e rugas na região dos olhos, se sentem diminuídos e às vezes sua autoestima despenca. Felizmente, o fenômeno já conta com tratamento eficaz. Fenômeno que incomoda muitas pessoas, a olheira se caracteriza pelo escurecimento da região em torno dos olhos. Não há estatísticas sobre o problema, mas se sabe que é comum. Pode formar-se em qualquer fase da vida de homens e mulheres, até em crianças. Manifesta-se em todas as raças, sendo mais frequente e acentuada, contudo, nos árabes. Quando aparece e não recebe tratamento, tende a agravar-se. São três as causas básicas das olheiras: deposição de pigmentos escuros produzidos pelos melanócitos – um tipo de célula da pele – nas células queratinosas existentes em torno dos olhos; pele fina demais, permitindo a visualização dos vasos capilares (vasinhos externos); e presença de vasos capilares tão exuberantes que sua coloração escura, que é dada pelo sangue, fica perceptível na pele. Uma quarta causa, pouco citada na literatura médica mas constatada no consultório, é a formação de uma espécie de ‘degrauzinho’ na pele abaixo dos olhos. Ele produz um pouco de sombra, que pode ser classificada como ‘pseudo-olheira’. A olheira tem traços familiares, ou seja, se uma pessoa a desenvolve, outras na família podem tê-la apresentado no passado ou virem a apresentá-la no futuro. A produção e a deposição de pigmentos escuros em torno dos olhos podem resultar da simples exposição ao sol; de tendência genética; da fricção ao limpar e/ou coçar demais a área em torno dos olhos; de respiração bucal, porque prejudica a irrigação e a oxigenação na região dos olhos; do ato de provocar o vômito pelos portadores de bulimia; dos distúrbios do sono; e do tabagismo, pelo fato de prejudicar a oxigenação e a irrigação sanguínea e ainda danificar os pequenos vasos na área dos olhos. Muita gente não dá importância a olheiras e convive com elas sem maiores problemas. Pessoas mais preocupadas com a estética, sobretudo em função de sua atividade profissional – nas últimas décadas, até uma parte dos homens -, ou as mais sensíveis e frágeis psicologicamente, porém, sofrem com o fenômeno, em especial quando apresentam outros problemas comuns em torno dos olhos, como flacidez, rugas e bolsas de gordura. Estas se acham feias, com o olhar cansado, envelhecidas, diminuídas e sua autoestima às vezes despenca.

Pessoas que se sentem incomodadas com as olheiras devem consultar um dermatologista.

Custom Field

Lorem ipsum dolor sit amet

Date
Category
Serviços