Atendimento:
(48) 3028-5312
(48) 3879-4479

contato@melissabristot.com.br

Endereço:
Ed. Belo Empresarial – Av. Osmar Cunha, Nº 126
Rua Nereu Ramos, Nº 96 – (sala 213)
Centro Florianópolis/SCObs: (Edifício com entrada nas 2 ruas)

Horários:
2ª feira – 5ª feira:
8h30 – 12h00 | 13h00 – 18h00
6ª feira:
9h00 – 12:00 | fechado na parte da tarde

Dra Melissa Bristot - Dermatologista | Cabelos: que doenças podemos desenvolver no couro cabeludo?
16424
post-template-default,single,single-post,postid-16424,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Cabelos: que doenças podemos desenvolver no couro cabeludo?

Cabelos: que doenças podemos desenvolver no couro cabeludo?

O couro cabeludo é uma extensão da pele e, assim como qualquer outra parte do corpo, pode ser atingido por várias doenças.
Entre tantas, podemos citar algumas das mais comuns:

1.Psoríase: associada a um quadro de herança genética e causa descamação esbranquiçada por todo o couro cabeludo, causando coceira intensa.

2.Dermatite Seborreica: conhecida como caspa, esta doença é reconhecida pela descamação e inflamação que podem acontecer em diversos níveis causados pelo estresse, fungos ou excesso de oleosidade.

3.Foliculite: é a inflamação de um ou mais folículos pilosos originada por uma infecção viral, bacteriana ou fúngica. Suas causas são coceira, pele avermelhada e inflamada na região da lesão e até mesmo pequenas bolhinhas de pus.

4. Câncer de pele no couro cabeludo: considerada a doenças mais perigosa em relação aos “cabelos”, pois seu diagnóstico é mais demorado, podendo atrasar o tratamento, devido aos seus sintomas semelhantes com todas as outras aqui citadas. Uma lesão cancerígena nesta região pode causar metástase no cérebro e piorar o quadro.

5. Alopecia: envolve a perda de pelos e cabelos nas regiões do corpo onde estão presentes. O problema possui diversas causas, como questões genéticas, doenças autoimunes, dermatites, efeitos colaterais de medicamentos, deficiência de vitaminas e fatores genéticos.

Além de um autoexame no dia a dia, consulte seu dermatologista periodicamente. Não tenha receio de pedir para que ele verifique seu couro cabeludo, qualquer dúvida é sempre válida! E lembre-se que a Clínica Dra. Melissa Bristot está aqui para cuidar de você!

(48) 3028-5312 | (48) 3879-4479 | (48) 9 8825-6263